Ex_Machina: Instinto Artificial | Crítica - Popcorn Station Ex_Machina: Instinto Artificial | Crítica - Popcorn Station

Ads Top

Ex_Machina: Instinto Artificial | Crítica


Ex_Machina: Instindo Artificial (Ex Machina)
Elenco: Domhnall Gleeson, Alicia Vikander e Oscar Isaac.
Direção: Alex Garland.
Estreia: 21 de janeiro de 2015.






Cada dia que passa, a humanidade avança cada vez mais tecnologicamente. A tentativa de criar uma Inteligência Artificial tão eficaz quanto a humana, é algo estado a anos. No filme Ex-Machina, vemos um pouco sobre o assunto.

O filme conta basicamente com apenas três personagens, a Ava (Alicia Vikander), a máquina com Inteligência Artificial, Nathan (Oscar Isaac), o criador da máquina e Caleb (Domhnall Gleeson), um programador que foi designado para testar a máquina.

Caleb precisa testar a Inteligência Artificial através do Teste de Turing, que basicamente é conversar com uma máquina e um humano, sem ver nenhum dos dois e tentar descobrir qual é a máquina e qual é o humano. Se não for possível descobrir a máquina, a Inteligência Artificial passa no teste. Porém no filme é mostrado um pouco diferente. Caleb está cara-a-cara com Ava, e precisa analisar as respostas que a IA lhe dá. O filme mostra todas as sessões do Teste de Turing, para que não só apenas o personagem, mas também o público tire suas próprias conclusões em relação a Ava.

O filme questiona até que ponto podemos confiar em uma máquina. Será que uma software realmente consegue adquirir um consciência, ou apenas está emulando uma emoção? Como confiar em algo que consegue calcular todas as decisões tomadas em segundos? Até onde uma máquina super avançada iria para conseguir alcançar um objetivo? Uma máquina conseguiria sentir remorso e compaixão? São questões que até hoje não conseguimos responder.

Certo ponto do longa, vemos Ava como uma vítima. Trancada em um quarto, sem poder ver a luz do sul ou as cores do mundo. Caleb vê a crueldade que é manter um ser vivo preso e acha que isso está errado. Vemos dois pontos de vista em relação a Ava. Nathan, apesar de ser o criador, ainda à vê apenas como uma máquina, enquanto Caleb acredita que a consciência dela é real.

O filme é muito bom, porém exige muita atenção ao assistir. Alguns detalhes que passam, podem fazer você não entender a trama e perder o interesse do filme. Se você gosta de sci-fi, você deve assistir Ex-Machina. Uma filme parado, mas que levanta muitas questões relevantes sobre a criação de um Inteligência Artificial.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.