Mad Max: A Estrada da Fúria | Crítica - Popcorn Station Mad Max: A Estrada da Fúria | Crítica - Popcorn Station

Ads Top

Mad Max: A Estrada da Fúria | Crítica


Mad Max - Estrada da Fúria (Mad Max: Fury Road)
Elenco: Tom Hardy, Charlize Theron, Nicholas Hoult, Hugh Keays-Byrne, Zoë Kravitz e outros.
Direção: George Miller.
Estreia: 14 de maio de 2016.






Depois de algum tempo, resolvi assistir o novo Mad Max. Estava com um pé atrás para assistir e com medo de me decepcionar, apesar das inúmeras críticas positivas para o filme, ainda não estava convencido que o filme era bom.

Para começar, o filme entrega o que promete. Nos trailers, cartazes e todo material de divulgação que foi solto na internet apenas mostrava explosões, carros e muito deserto. É isso que temos no filme. Se você estava esperando uma grande trama por trás, com certeza você se decepcionou. O filme tem uma história fraca, a luta pelo Vale Verde, a escassez de água e a batalha por uma esperança no mundo onde é apenas deserto e sal, mas tudo fica de lado quando temos as grandes cenas de perseguição, os carros, que por sinal, um mais legal que o outro, o que era aquela monstruasidade com um guitarrista em cima? São 2h de filme, o que achei meio longo pelo fato de não termos uma grande trama. Toda a história poderia ser resumida em 1h30 tranquilamente.

No elenco temos Tom Hardy como Max. Apesar de ser o protagonista, achei muito mais interessante a personagem de Charlize Theron, a Furiosa. Achei um personagem mais trabalhado, com alguma motivação, enquanto Max apenas caiu de paraquedas na história e estava lutando para sobreviver. Faltou, talvez, um pouco de carisma pela parte de Tom Hardy. 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.