Especial | Stranger Things - Popcorn Station Especial | Stranger Things - Popcorn Station

Ads Top

Especial | Stranger Things


Em julho de 2016 chegava à Netflix um dos maiores sucessos da história recente da empresa. Stranger Things cativou o público mais velho graças às referências aos anos 80 e também os mais novos com uma aventura empolgante num novo formato que não deixou a desejar. Fizemos o review da série no ano passado, que você pode conferir clicando aqui.

Depois do sucesso de crítica e de público, Stranger Things retorna dia 27 de outubro para a sua segunda temporada e preparamos um especial sobre a série, com as influências que os criadores Matt e Ross Duffer trouxeram tanto do cinema como da cultura pop em geral, além das expectativas para o segundo ano.

AS INFLUÊNCIAS
Para os mais velhos, é perceptível as várias influências de Stephen King, Spielberg entre outros. Separamos aqui 5 filmes que são inspirações para os irmãos Duffer.

E.T. - O Extraterrestre (E.T. the Extra-Terrestrial)
Diretor: Steven Spielberg
Ano: 1982 
Duração: 115 min.

Subúrbio no interior dos Estados Unidos, crianças andando de bicicleta fugindo do FBI depois de descobrirem algumas coisas estranhas... Parece familiar? Por essa razão E.T. é um dos primeiros filmes que vêm à cabeça quando se trata de influências para Stranger Things. O filme é um clássico dos anos 80 dirigido por Steven Spielberg que brilhantemente trata da dinâmica entre crianças, partindo da sua inocência para explorar uma questão literalmente de outro planeta.
A narrativa partindo da perspectiva das crianças e o humor que é bem construído se tornaram um marco pois impactaram toda uma geração através da leveza e da simplicidade da história que é simplesmente inesquecível.

Chamas da Vingança (Firestarter)
Diretor: Mark L. Lester
Ano: 1984
Duração: 114 min.

Com certeza uma das ideias para Eleven veio da obra de Stephen King Chamas da Vingança. Esse filme trata de uma garota de nove anos com poderes telecinéticos e a origem dos seus poderes também inclui experimentos do governo que tenta fazer dela uma arma.
O arco se assemelha ao de Eleven em Stranger Things, mas não para por aí. O sangramento no nariz após usar seus poderes também vem de Chamas da Vingança, semelhante à Charlie McGee, protagonista da história. Além disso, Tangerine Dream faz parte da trilha sonora que também é uma inspiração para a da série da Netflix.

Contatos Imediatos de Terceiro Grau (Close Encounters of the Third Kind)
Diretor: Steven Spielberg
Ano: 1977
Duração: 137 min.

Esse filme possui diversos traços que lembram o arco de Joyce (Winona Ryder). Em Contatos Imediatos, as luzes são usadas para se comunicar com o sobrenatural, assim como Joyce se utiliza das luzes de natal para se comunicar com Will no Mundo Invertido.
Inclusive, podemos observar as características de personagens desse filme como Jillian Guiler (Melinda Dillon) e Roy Neary (Richard Dreyfuss) em Joyce, tanto por ter seu filho abduzido por forças do além, como por ter a sua casa refletindo sua ansiedade conforme ela tenta dialogar e entender o desconhecido.

Os Goonies (The Goonies)
Diretor: Richard Donner
Ano: 1985
Duração: 114 min.

Uma das histórias mais clássicas dos anos 80, o espírito aventureiro, infantil e corajoso de Os Goonies é marca registrada de Stranger Things. As "crianças de escola" do filme são o que dão o tom leve e aventuresco da série, possibilitando carregar influências também da construção narrativa do filme, como as crianças partirem para a sua missão sem nenhuma ajuda de nenhum adulto (por mais que a missão das crianças de Stranger Things seja bem mais grave que a de Os Goonies).

Clube dos Cinco (The Breakfast Club)
Diretor: John Hughes
Ano: 1985
Duração: 97 min.

Os dedos de John Hughes estão marcados ao longo de toda a primeira temporada de Stranger Things. Por mais que não haja nenhuma relação de roteiro explícita, um núcleo em específico nos chama a atenção por ser muito parecido com a dinâmica encontrada em Clube dos Cinco. Um desajeitado (Jonathan) desejando a garota boa que anda com a turma má (Nancy) e um grupo de bullies cartunescos, onde o líder (Steve) aos poucos se revela um personagem complexo e denso.
O episódio "Capítulo 8" em específico também traz outra referência à John Hughes na cena onde Jonathan, Nancy e Steve fazem armadilhas dentro da casa para capturar o monstro, lembrando muito Esqueceram de Mim.

DUNGEONS & DRAGONS
Dungeons & Dragons é um jogo de RPG criado em 1974 nos Estados Unidos, tendo uma extrema popularidade nos anos 80. A primeira cena da série consiste na jogatina do grupo de amigos (Mike, Lucas, Dustin e Will). O jogo tem uma importância fundamental na trama pois é de D&D que as crianças dão nome à criatura maligna do mundo invertido: o Demogorgon
Originalmente no jogo como um "príncipe dos demônios", o Demogorgon é uma criatura poderosa no RPG e por isso é utilizado para se referenciar ao monstro encontrado pelas crianças.


A SEGUNDA TEMPORADA
Nessa sexta feira, a Netflix irá disponibilizar todos os episódios da segunda temporada da série, confira o trailer abaixo:

A série promete retornar com os personagens que amamos na primeira temporada e explorar ainda mais o universo estabelecido no ano passado. A produção tem potencial para se aprofundar nos temas já estabelecidos através de alguns pontos-chave como o carinho do público com o grupo de crianças, a narrativa leve e bem humorada quando necessária e o terror bem dosado. 

Todas essas características podem, no entanto, desgastar a fórmula de sucesso do primeiro ano. Novamente, a vontade de agradar dos produtores pode, de certa forma, não ser bem sucedida com o sucesso espontâneo do ano passado.  Por outro lado, os trailers tem sido muito bons e claro que a divulgação da série acertou ao destacar as crianças e entregar pouco da história, deixando o público ainda mais curioso para assistir à nova temporada.

Certamente que o aumento da proporção dos problemas e desafios que os personagens enfrentarão deve ser quase que certo. Esperamos que isso não sirva como apenas um atraso em relação ao arco dos personagens e que a narrativa do segundo ano seja completa e bem feita como no ano passado. Claro que o sucesso espontâneo e imprevisto (será?) da primeira temporada será difícil de se repetir, mas temos esperança que a série continue entregando uma história divertida, engraçada e de vez em quando assustadora. 

Pronto para sua maratona na sexta?

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.