ÚLTIMAS

Todo o Dinheiro do Mundo | Crítica


Todo o Dinheiro do Mundo (All The Money in The World)
Direção: Ridley Scott.
Elenco: Michelle Williams, Mark Wahlberg, Christopher Plummer, Charlie Plummer, Romain Duris e mais.
Estreia: 1 de Fevereiro de 2018.

★★★

Todo o Dinheiro do Mundo tinha a receita completa para ser um grande filme e com grandes chances nas premiações. Um excelente elenco, um bom diretor e uma boa história, baseada em fatos reais. Infelizmente todo esse potencial não foi bem utilizado e o filme acaba ficando nas sombras das polêmicas que envolveram a produção.

O filme acompanha a história da família Getty, mais precisamente o sequestro em 1973 de John Paul Getty III (Charlie Plummer), neto de um dos homens mais ricos do mundo na época, John Paul Getty (Christopher Plummer). A trama acompanha todo o drama da mãe Gail Getty (Michelle Williams) em busca do dinheiro para pagar o resgate de seu filho. Apesar de ser baseado em fatos reais, o filme toma algumas liberdades criativas para contar a história.

Apesar de ser uma história interessante, o filme acaba sendo lento demais. Ridley Scott decide fazer uma direção estática, com poucos movimentos de câmera, o que faz o filme ficar monótono em alguns momentos. A sensação que passa ao espectador é que o tempo não passa e que todo o sequestro durou apenas dias, apesar de Paul ter ficado em cativeiro por meses. O roteiro também não se esforça para deixar claro a passagem de tempo, o que torno tudo mais confuso para quem não conhece a verdadeira história da família Getty.

O elenco do filme é bom, mas é claro o cansaço de alguns atores. Christopher Plummer segura muito bem as pontos no papel do milionário Getty, papel que anteriormente era de Kevin Spacey. Se considerarmos o pouco tempo que o ator deve para se preparar para o papel, sua indicação ao Oscar como Melhor Ator Coadjuvante é merecida. Por outro lado Mark Wahlberg e Michelle Williams estão nitidamente cansados em algumas cenas. Tudo isso em conta das refilmagens que aconteceram para substituir todas as cenas de Kevin Spacey no longa.

É impossível não falar sobre toda a polêmica envolvendo Kevin Spacey, que por bem ou por mal, acabaram trazendo mais atenção para o filme de Ridley Scott. O diretor que decidiu cortar Spacey do longa após diversas acusações de assédio contra o ator, precisou regravar as cenas com Christopher Plummer as pressas para entregar o filme na data de estreia prometida. É visível que temos dois filmes mesclados em um só, retalhos das novas gravações com cenas já gravadas anteriormente. Infelizmente esse é um dos motivos que o filme acaba se perdendo em sua própria trama.

Todo o Dinheiro do Mundo poderia ser um dos favoritos do Oscar 2018, mas infelizmente não é. Apesar de Plummer substituir Kevin Spacey muito bem, o roteiro lento e cansativas refilmagens fazem o filme perder todo seu potencial.

Nenhum comentário